Publicado em 16/06/2020 às 17:56, Atualizado em 16/06/2020 às 22:07

Enfrentamento da Covid-19 em São Gabriel do Oeste é abordado em Tribuna Popular

Assessoria de Imprensa,
Cb image default
Foto: Divulgação/ASCMSGO

A Secretária Municipal de Saúde, Michele Alves Pauperio, utilizou a Tribuna Popular durante a sessão ordinária desta terça-feira (16) para abordar o tema “Ações de enfrentamento ao Covid-19 em São Gabriel do Oeste e cenário atual”.

Segundo as informações apresentadas, atualmente, São Gabriel do Oeste possui em receitas destinadas para a Covid-19, mais de R$ 813 mil. No demonstrativo apresentado há a destinação de R$ 617.919,37 de recursos Federais e Estadual (emendas parlamentares) R$ 130 mil. Ambas as receitas foram destinadas para o Fundo Municipal de Saúde (FMS). Para a Fundação Municipal de Saúde de São Gabriel do Oeste (Funsaúde) foram destinados R$ 65.111,78 em doações.

Todos os dados, bem como, os investimentos realizados pela Secretaria de Saúde com dispensa de licitação e processos licitatórios podem ser consultados no Portal da Transparência.

A Câmara Municipal de São Gabriel do Oeste já destinou aos cofres públicos R$ 250 mil para o enfrentamento do Coronavírus no município. O valor se encontra na conta da Prefeitura Municipal.

R$ 5 milhões destinados pelo Governo Federal

A Secretária Municipal de Saúde, Michele Alves Pauperio, esclareceu na tribuna que os R$ 5 milhões destinados pelo Governo Federal, para os municípios durante a pandemia, serão pagos em cinco parcelas e que não é destinado exclusivamente para a saúde, mas, para trazer estabilidade aos cofres públicos devido à queda de arrecadação.

“Esses R$ 5 milhões foram adquiridos em conversa com o Governo Federal, através do Conselho Nacional dos Municípios, que se anteciparam ao problema que irá acontecer: a queda da arrecadação de todos os órgãos públicos. Dentro do Mato Grosso do Sul veio um montante que foi dividido dentre os 79 municípios e à São Gabriel do Oeste coube os R$ 5 milhões. [...] Esse recurso não será exclusivamente utilizado na saúde porque não é só de saúde que a população vive. Hoje com a situação que estamos vivendo, a saúde, a preservação da vida, é importante, mas, as pessoas precisam de educação, assistência social e o Executivo precisa continuar funcionando para que o Poder Público consiga dar assistência à população”, comentou a Secretária Municipal.

Fases do Coronavírus e protocolo medicamentoso

Michele Alves Pauperio explica que, de modo geral, são três fases da Covid-19 no organismo. A fase inicial se dá pelo contágio podendo apresentar, ou não, sintomas da doença. Para os pacientes que se encontram no estágio inicial é realizado o isolamento e acompanhamento da Unidade de Saúde do paciente, para que não haja a disseminação da doença. A segunda fase da doença apresenta sintomas mais exacerbados e a terceira fase é a mais grave, levando o paciente a ser internado em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Publicado no Diário Oficial do Município desta terça-feira (16), a Diretriz Institucional do manejo de tratamento para pacientes com Covid-19 no ambiente hospitalar, determinam os protocolos medicamentoso para cada fase.

“Este protocolo foi elaborado pelo Diretor Clínico, Diretor Técnico e outros médicos do município que fizeram uma associação de protocolos utilizados em outras instituições médicas, adaptados para a nossa realidade, para que possa ser eficaz em relação ao combate do Coronavírus”, comenta Michele Alves Pauperio.

Entre os medicamentos apontados na prescrição no fluxograma dos pacientes suspeitos para Covid-19 estão ceftriaxona, azitromicina, oseltamivir, enoxaparina e hidroxicloroquina.

“Nós temos todos os medicamentos que estão no protocolo. Azitromicina, Hidroxicloroquina, alguns anticoagulantes e medicamentos que são utilizados para broncoespasmo, para aumentar a capacidade respiratória. Estes medicamentos estão disponíveis no município. Nós estamos preparados para enfrentar o Covid-19”, afirma Michele Alves Pauperio.

A Secretária Municipal de Saúde reforça que as pessoas que apresentarem coriza, tosse, febre, dor de garganta ou outros sintomas que podem estar relacionados com o trato respiratório, procurem o Centro de Operações de Emergência (COE), localizado no Hospital Municipal na Rua João Evangelista Rosa, n° 1156.

Testagem em massa

Questionada sobre a testagem em massa da população, a Secretária Municipal de Saúde, Michele Alves Pauperio, informa o porquê de não ocorrer no município.

“Depois de três meses vivendo o Covid-19 no município junto com a equipe técnica e já há mais de oito meses vendo a pandemia se alastrar pelo mundo inteiro, alguma coisa nós aprendemos. Não adianta fazermos um teste em massa para a população que não tem sintomas, qualquer um dos testes devem ser realizados a partir do início dos sintomas”, comenta Michele Alves Pauperio.

Um dos testes utilizados para a detecção do vírus da Covid-19 nos pacientes suspeitos da infecção é o PCR. O PCR é realizado a partir da introdução de um cotonete na região nasal e oral dos pacientes e só pode ser realizado após o terceiro dia de sintomas.

“Todo o paciente e, principalmente, grupo de risco, profissionais da saúde, segurança pública e órgãos públicos são a prioridade da testagem. Ao aparecer os sintomas, no terceiro dia é feito a testagem. Os demais da população são testados conforme os sintomas. [...] A testagem rápida só pode ser realizada após oito dias do início dos sintomas. [...] Não adianta testarmos uma massa muito grande de pessoas se nós vamos ter resultados de pessoas que estão saindo do contágio do vírus e já ficaram oito dias transmitindo o vírus”, comenta a Secretária Municipal de Saúde.

Sobre as testagem realizadas a Secretária comenta que “estamos testando o maior número de pessoas que estão no momento certo de testagem e por isso os nossos casos estão aumentando consideravelmente. Por que estamos fazendo da forma correta”.

Objetivo do Comitê de Contingência ao Novo Coronavírus

O Comitê Municipal de Contingência para Prevenção e Enfrentamento ao coronavírus foi criado pelo Poder Executivo através do Decreto n° 2.113/2020, no mês de março deste ano. Desde a sua criação medidas foram tomadas com base na situação epidemiológica do município e para não seguir apenas uma linha de pensamento, o Comitê é formado por 50% de pessoas da área técnica e 50% de demais membros da sociedade.

“Os principais objetivos do Comitê e das medidas são em primeiro lugar preservar a vida; Em segundo lugar evitar o colapso da saúde, o que não pode acontecer é todas as pessoas se contaminarem ao mesmo tempo; Em terceiro evitar medidas abusivas porque dentro de tudo existe uma Constituição e uma lei do qual temos obrigatoriedade de seguir; E o principal não sermos omissos nas decisões que tivemos que tomar”, elenca a Secretária Municipal de Saúde, Michele Alves Pauperio.

Todas as quartas-feiras o Comitê de Contingência ao novo coronavírus se reúne para debater a situação epidemiológica do município, e segundo as informações, novas medidas podem ser tomadas amanhã para o enfrentamento da Covid-19 em São Gabriel do Oeste.

Conscientização

Durante o uso da tribuna, a Secretária Municipal de Saúde informa que nos próximos dias o Executivo iniciará campanhas de conscientização da população.

“Hoje o grande ponto é conscientização, prevenção, afastamento social e lavagem de mãos. Isso vai fazer com que a gente passe por este vírus sem óbitos e da melhor forma possível”, disse Michele Alves Pauperio.

A fala, na íntegra, da Secretária Municipal de Saúde, Michele Alves Pauperio, na Tribuna Popular, pode ser acessada no Facebook e Canal no Youtube da Câmara Municipal de São Gabriel do Oeste.

Tribuna Popular: A Tribuna Popular é um instrumento de grande importância para ampliar a participação dos munícipes. Na tribuna popular, executivo, entidades e populares podem se inscrever para discutir assuntos de interesse do município. Para fazer uso da tribuna popular os interessados deverão atender as seguintes exigências: comprovar ser eleitor do Município; fazer inscrição prévia; e indicar expressamente, no ato da inscrição, a matéria a ser exposta.